Cummins Brasil forma turma de 2020 do Programa Formare

Jovens participaram de cerimônia on-line com a presença de pais e familiares

Com o diploma do curso de Assistente de Produção e Serviços da Indústria Mecânica em mãos, 19 jovens iniciaram a sua carreira ao concluir a turma de 2020 do Programa Formare na Cummins Brasil. A formatura foi realizada, neste mês, de forma on-line e contou com a presença de familiares, educadores voluntários, coordenadores e executivos da empresa.

Luiz Pasquotto é presidente da Cummins Brasil e um dos principais apoiadores do Formare na empresa. Segundo Pasquotto, a educação é o caminho para o desenvolvimento dos jovens, da sociedade e do país. “Nossos funcionários queriam usar sua paixão e talento em trabalho comunitário. Identificamos que educação e acesso a bom emprego estavam entre os maiores anseios da nossa comunidade”, relata o presidente. A partir desse momento, iniciou a parceria com a Fundação Iochpe que já formou mais de 100 jovens na empresa. 

Aos formandos, Pasquotto deixou uma mensagem inspiradora: “Mantenham no seu dia a dia tudo o que praticaram dentro da empresa e ajudem a espalhar pelo mundo o que vocês aprenderam: sejam éticos, busquem a excelência e que cada passo seja melhor que o anterior.” Para a coordenadora do Formare na Cummins, Luciana Capone, a turma de 2020 finalizou o curso com qualidade graças ao grande empenho dos alunos. “Vocês trouxeram muita coragem para os meus dias. Obrigada por terem feito parte da minha rotina, mesmo que por telas”, agradeceu.

Em um vídeo, os jovens homenagearam os educadores voluntários que acompanharam a turma durante todo o curso. A coordenação e os EVs também prepararam uma surpresa aos formandos: um vídeo com os melhores momentos da turma, com fotos e vídeos dos jovens em aulas presenciais, antes da pandemia, e on-line, sempre com muita interação e parceria.

Com a participação de intérpretes de libras, a cerimônia integrou todos os públicos e necessidades, que também contou com a descrição de fisionomias, roupas e acessórios como forma de dividir as características pessoais com deficientes visuais.