Alunos do Programa Formare analisam pesquisa da Plano CDE e Fundação Roberto Marinho

 

Os alunos do Formare Fábio José Rodrigues da Silva e Davi dos Santos Porto Pristo tiveram acesso à pesquisa Juventudes, Educação e Projeto de Vida, divulgada nesta semana pela Plano CDE e Fundação Roberto Marinho. Fábio e Davi levantaram pontos importantes sobre os resultados obtidos pelo estudo sobre os jovens das classes C, D e E, além de contar um pouco das suas histórias de vida.

Davi conta que têm muitos sonhos e recebe o apoio da sua família para conquistar todos os seus objetivos. “O meu sonho é um cenário complexo, mas eu idealizo e estou trabalhando para isso”, relata. Para Davi, a sua grande realização é ser feliz em quatro áreas: no amor, nas finanças, no trabalho e na espiritualidade. 

Fábio também sonha com o futuro. Segundo ele, ver que seus pais estudaram e também o incentivam a estudar o ajuda a construir metas de vida e se esforçar para alcançá-las. Para ele, seria importante as escolas oferecerem profissionais e ferramentas qualificadas para auxiliarem os jovens a traçar metas de vida. “Para que os jovens que não têm muita estrutura em casa não sejam prejudicados”, afirma.

Essa é a realidade de muitos jovens: 60% dos entrevistados pela pesquisa sonham em se formar. Entretanto, 67% dos pais e responsáveis não concluíram o ensino básico. O resultado interfere diretamente no perfil dos jovens, segmentados pelo estudo em Autoconfiante, Resignado e Desesperançoso. No perfil Desesperançoso, 33% dos entrevistados, a grande maioria não possui referências ou inspirações para sonhar com o seu próprio futuro.

Fábio e Davi, que são alunos do Formare no Consórcio Modular Resende, mostram em seu discurso uma esperança de um futuro melhor, na carreira e economicamente. “Eu sou uma pessoa bastante confiante, consigo me planejar para o meu futuro”, afirma Fábio.

 

Confira o depoimento em vídeo dos nossos alunos Fábio e Davi:

Leia a pesquisa Juventudes, Educação e Projeto de Vida na íntegra aqui.