Formare no setor de Logística

O setor de logística no Brasil pode se alinhar com o Formare de uma forma muito produtiva. É o que conta a reportagem da revista Tecnologística sobre o Programa.

Dentre as empresas parceiras do Formare estão nomes de peso como 3M, Bosch, Peugeot Citroën, Cummins, Duratex, L’Oréal, Saint Gobain, Siemens e Suzano, algumas delas com um relacionamento de mais de dez anos com a Fundação Iochpe. “Normalmente as empresas têm porte médio ou grande. Elas precisam ter um mínimo de 200 funcionários para que a distribuição de atividades como educador voluntário não sobrecarregue o profissional no dia a dia”, esclarece Claudio Anjos, diretor executivo da Fundação. No segmento logístico, a brasileira Sequoia e a multinacional francesa FM Logistic são bons exemplos da aplicação do programa na qualificação de seus futuros colaboradores.

“Visamos proporcionar aos jovens em situação de vulnerabilidade social da comunidade no entorno da empresa uma oportunidade profissional mais completa, com formação teórica e prática, além de capacitar futuros colaboradores. Encontramos na Fundação Iochpe a estrutura desejada para nos apoiar com a implantação desse projeto”, afirma a diretora de Gente e Gestão da Sequoia, Dina Ribeiro de Carvalho. Dina ressalta ainda a importância de projetos dessa natureza não só para a própria Sequoia, mas para o país de uma forma geral. “Além de concedermos a primeira oportunidade profissional para os jovens, estamos colaborando com a construção de uma mão de obra mais qualificada e preparada para os desafios da carreira, impactando positivamente no mercado de logística e transporte.”

Já a FM Logistic é uma das novas parceiras da Fundação Iochpe. A companhia recentemente formou sua primeira turma, composta por 11 alunos. Desses, nove estão trabalhando na FM, sendo sete diretamente na operação e dois na área administrativa. “O índice de absorção é bastante alto, e isso reforça o sucesso da nossa missão”, indica Elaine Regina Ferreira, diretora de Recursos Humanos. Ela também exalta a importância do aprendizado prático para a formação dos jovens. “As aulas são ministradas nas dependências da própria FM, e estando dentro da empresa, os alunos podem de fato vivenciar a operação. Algumas matérias são práticas, inclusive, e existe uma carga horária obrigatória na operação.”

 

Saiba mais na reportagem da Tecnologística