Formare marca o mês de abril na Suzano

A Suzano é parceira da Fundação Iochpe desde 2005 e já formou 37 turmas Formare, com 73% dos alunos inseridos no mercado de trabalho e 189 jovens contratados como colaboradores da empresa.

No último mês, foram duas formaturas: na unidade de Suzano/SP e Imperatriz/MA.

Ao todo, os jovens estiveram imersos em mais de 1200 horas de formação no curso de Operador de Processo de Produção, com atividades práticas e teóricas sobre temas como empreendedorismo, comunicação, trabalho em equipe, processos produtivos, segurança, entre outros.

Na cidade de Suzano, mais de 100 pessoas se reuniram para celebrar os jovens, que agora partem para a vida profissional. Eram amigos, familiares, educadores voluntários, gestores da Suzano, autoridades do poder público, escolas parceiras e equipe da Fundação Iochpe. Em Imperatriz, um destaque foi a homenagem que os alunos fizeram à coordenadora do Formare Suzano, Elisabete Flores Pagliusi. A mensagem dos jovens simbolizou o momento de celebração: “Na vida nós encontramos pessoas que nos ajudam a alçar voos mais altos e que nos ensinam a sempre ver o copo meio cheio”, além do cordel recitado pelo formando Wilson Bruno, que resumiu a jornada da turma de forma emocionante.

Stefan Tasoko, Gerente Executivo Industrial, ressaltou que o Formare reflete os direcionamentos da empresa. “A Suzano está passando por um importante processo de fusão e é gratificante saber que o projeto está alinhado ao que estamos buscando para o futuro. Todos têm algo para compartilhar e para aprender. É com esse espírito que trilhamos o caminho da educação e do protagonismo social. Só é bom para nós se for bom para o mundo”.

E o ciclo de formação profissional continua, abril também foi o mês em que novas turmas do Formare Suzano começaram suas aulas no Programa. Os cursos têm duração de 10 meses e partem da metodologia de desenvolvimento de competências.

Para José Wilhelms Ventura, Gerente Executivo Industrial da Suzano em Imperatriz, o Formare cria um vínculo entre a empresa e a comunidade em que está inserida. “Nós incentivamos a qualificação e orientação dos participantes no Programa como forma de fomentar o desenvolvimento social da região. Essa é também uma oportunidade de compartilhar o conhecimento que temos com a comunidade local”.